IMUNO-HISTOQUÍMICA
MARCADORES LINFOIDES E DE PROLIFERAÇÃO EM LINFOMAS

Este painel é utilizado para a imunofenotipagem de linfomas e avaliação da proliferação das células linfoides neoplásicas.

A imuno-histoquímica tem utilidade na caracterização das diferentes entidades dos linfomas descritas pela atual classificação adotada pela Organização Mundial de Saúde e REAL (Revised European-American Lymphoma) aplicada aos animais.

De acordo com a avaliação e necessidade de cada caso, serão incluídos os seguintes anticorpos primários:

- CD3 e Granzima B para linfoma de células T/NK.

- CD20, CD79a, PAX-5, CD10, MUM1 e cadeias leves Kappa e Lambda para os linfomas de células B e de células plasmocitoides (incluindo os plasmocitomas/mieloma múltiplo).

- CD45 (pan leucocitário) para casos de comprovação de origem linfoide versus não linfoide ou no auxílio de linfoma canino de zona T (geralmente negativos para CD45).

- Em todos os casos o anticorpo primário para proliferação celular é o Ki67, clone MIB-1

O material requerido é o tecido fixado em formalina a 10%, de preferência tamponada, e incluído em parafina (bloco de parafina) com fragmento representando LINFOMA e/ou HIPERPLASIA LINFÓIDE FOLICULAR diagnosticado no exame histopatológico de rotina e cópia do relatório do patologista veterinário.

Prazo de Entrega do laudo 10 a 15 dias úteis

Bibliografia.

Donald J. Meulten. Tumors in Domestic Animals. 5 ed., 2017.

Valli VE, et al. Classification of canine malignant lymphomas according to the World Health Organization criteria. Vet Pathol. 2011;48:198-211.

Valli VE, et al. Canine Lymphomas: Association of Classification Type, Disease Stage, Tumor Subtype, Mitotic Rate, and Treatment With Survival. Vet Pathol. 2013;50:738-48.

Ponce F, et al. A morphological study of 608 cases of canine malignant lymphoma in France with a focus on comparative similarities between canine and human lymphoma morphology. Vet Pathol. 2010;47:414-33.

Carrasco V, et al. Distinguishing intestinal lymphoma from inflammatory bowel disease in canine duodenal endoscopic biopsy samples. Vet Pathol. 2014.

Kiupel M, et al. Diagnostic algorithm to differentiate lymphoma from inflammation in feline small intestinal biopsy samples. Vet Pathol. 2011;48(1):212-22.

Seelig DM, et al. Canine T-Zone Lymphoma: unique immunophenotypic features, outcome, and population characteristics. Vet Intern Med 2014;28:878–886

Sabattini S, et al. Canine splenic nodular lymphoid lesions: immunophenotyping, proliferative activity, and clonality assessment. Vet Pathol, 2018.

Imagem do exame
Anticorpos utilizados pela VetMol para o diagnóstico de Linfoma de células B
Imagem do exame
Anticorpos utilizados pela VetMol para o diagnóstico de Linfoma de células T
Imagem do exame
CD3, canino, linfonodo
Imagem do exame
CD3, canino, linfonodo
Imagem do exame
CD3, canino, linfonodo
Imagem do exame
CD3, canino, linfonodo
Imagem do exame
CD3, canino, linfonodo
Imagem do exame
PAX5, canino, baço. Hiperplasia linfoide folicular
Imagem do exame
Ki67, felino, linfonodo
Imagem do exame
Ki67, felino, centro germinativo. Hiperplasia linfoide folicular reacional.
Imagem do exame
CD79a, canino, linfonodo. Hiperplasia linfoide folicular reacional
Imagem do exame
PAX5, felino. Hiperplasia linfoide folicular reativa
Imagem do exame
PAX5, felino. Hiperplasia linfoide folicular reativa
Imagem do exame
CD3, canino, linfoma de células T cutâneo epiteliotrópico. Microabscessos de Pautrier
Imagem do exame
CD3, canino, linfoma de células T cutâneo
Imagem do exame
CD3, canino, linfoma de células T foliculotrópico, "micose fungoide"
Imagem do exame
CD3, canino, linfoma de células T cutâneo
Imagem do exame
CD3, canino, cavidade oral, linfoma de células T
Imagem do exame
CD79a, canino, linfoma de células B
Imagem do exame
Ki67, canino, linfoma de células T cutâneo epiteliotrópico
Imagem do exame
CD3, clone CD3-12, canino, linfoma de células T anaplásico de grandes células
Imagem do exame
C45RA, clone CA21.4B3, canino, linfoma de células T anaplásico de grandes células
Imagem do exame
CD3, clone CD3-12, canino, linfoma de células T anaplásico de grandes células
Imagem do exame
CD20, canino, linfoma de células do manto
Imagem do exame
PAX5, canino, linfoma de células do manto
Imagem do exame
Linfoma da zona marginal, canino, baço. HE
Imagem do exame
Linfoma da zona marginal, canino, baço. HE
Imagem do exame
CD20, canino, baço, linfoma da zona marginal
Imagem do exame
PAX5, canino, baço, linfoma da zona marginal
Imagem do exame
Cadeia leve de Ig lambda, plasmocitoma canino, tumor em região de glândula parótida
Imagem do exame
MUM-1, plasmocitoma canino, tumor em região de glândula parótida
Imagem do exame
Linfoma de zona T, canino. HE
Imagem do exame
CD3, canino, linfoma de zona T
Imagem do exame
PAX5, canino, linfoma de zona T
Imagem do exame
PAX5, canino, linfoma de zona T
Imagem do exame
CD20, felino, linfoma de células B
Imagem do exame
CD20, canino, linfoma B difuso de células intermediárias
Imagem do exame
CD20, canino, linfoma B difuso de grandes células